Um dia destes, vou procurar-me na lua

sentir as estrelas na minha face

e o céu todo à minha cabeceira

 

Talvez outro dia, seja o mar...

na sua incessante busca de terra

procurando alcançar a beleza infinita!

 

Poderei ser o vento

entregar leves beijos pela rua fora

agitar estandartes e almas desencontradas

 

E quem sabe, serei também o sol

aquecendo o coração de toda a gente

e iluminando até os caminhos mais sombrios

 

Sim! Porque eu posso ser o que eu quiser...

pormenorizado por T às 14:40