..Sou tudo..

..Sou nada..

 

Sou poeira..sou vento.

 

Sou cinza morta e fria,

à espera duma brisa quente.

 

À espera de um raio de sol

que me aqueça e leve para longe

..onde possa visitar o infinito

e lado nenhum.

 

Sou fria e insensível

desesperada e insegura

à procura de um porto de abrigo

onde me acalme e durma

 

Quero encontrar-te

quero perder-me

sou quem não quero

e não sei quem sou

 

Perdi-me nas lembranças do que era

e deixei-me caminhar sem o destino

sentando-me à beira do asfalto

para respirar e morrer ao sol

 

Sou quem sou e quem não sei

E tenho medo de descobrir quem me percorre

A alma? Essa não a tenho

Vendi-a ao diabo pelo caminho.

 

Confusa, perdida e sem rumo

Sigo para um destino cruel e escuro.

Só quero poder..

Acabar com a fúria e comigo

Deixar este mundo para trás

E seguir o rumo que sempre quis!

 

Vou ver se à vida do outro lado,

..e já volto!

pormenorizado por T às 14:30